Existem várias formas de fazer cadeiras no PESC, além de ser aluno do Programa.

  • Se você é aluno de outro programa de pós-graduação da COPPE, ou da UFRJ, normalmente pode simplesmente se matricular na cadeira.
  • Se você é aluno de graduação da Poli, existem regras específicas onde você pode fazer a cadeira da COPPE na graduação e ainda contar para a graduação e a pós-graduação.
  • Se você é aluno de outro curso da UFRJ, alguns permitem que você faça cadeiras da pós, depende do curso.
  • Se você é aluno de outro programa de pós-graduação em Computação no Rio de Janeiro, normalmente pode fazer uma cadeira no PESC e pedir uma carta que registra isso, e a cadeira será aproveitada no seu curso. Isso se chama disciplina isolada.
  • Se você já terminou a graduação em qualquer curso superior, pode também pedir para fazer uma disciplina isolada. Isso depende da existência de vagas, do cumprimento dos pré-requisitos da cadeira e da concordância do professor.
  • Alguns professores também aceitam alunos ouvintes.

Deve ficar claro qualquer pessoa que não seja aluno do PESC ou da Poli precisa ser aceito especificamente pelo professor, inclusive devido ao número de vagas.

O regulamento para cadeiras isoladas pode ser encontrado aqui.

Aluno Especial

Alguns programas de pós-graduação ou laboratórios aceitam alunos como "aluno especial", ou, na prática, um candidato a aluno que frequenta o ambiente para definir o seu futuro trabalho antes de realmente entrar no curso. 

O PESC não tem essa política. O aluno é aceito, ou não, sempre no processo de seleção.

Atualizada em 30/ago/2022

Topo